Terça-feira, 27 de Março de 2007
37. Haverá outros custos futuros com a construção ?
Ao longo da fase de exploração, e também de acordo com os estudos actualizados do Consultor Técnico, são previstas despesas de investimento para o concessionário de 531 milhões de Euros, a preços de 2001, que se traduzem num total de 1,1 mil milhões de Euros, a preços correntes, considerando o período de concessão e a evolução admitida no cenário de referência,. Estas despesas que, como actualmente na ANA, serão financiadas pelos meios libertos pela própria actividade do novo aeroporto, destinam-se à manutenção da infra-estrutura e designadamente ao ajustamento progressivo das instalações ao crescimento do tráfego.

publicado por ota às 19:18 | link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Comandante João Moutinho. Ver nota biográfica.

.vídeos
.Documentos

. apresentações(7)

. capacidade limite(1)

. características(1)

. cv´s(1)

. documentos(45)

. epia(2)

. estudos(28)

. impacte da relocalização(1)

. impacto(1)

. investimento(1)

. lisboa 2017(1)

. naer(1)

. notas técnicas(1)

. ota(1)

. parceiros(1)

. perguntas frequentes(51)

. perspectivas(6)

. pontos de vista(1)

. regulação(1)

. rio frio(1)

. viabilidade(2)

. todas as tags

.links
.posts recentes

. Questões chave

. Ponto de Partida

. Futuro

. 50. A implantação do Novo...

. 49. Como irá a localizaçã...

. 48.

. 47.

. 46.

. 45. Existem outros aeropo...

. 44. Qual o Modelo de Tran...

.arquivos

. Junho 2007

. Abril 2007

. Março 2007

blogs SAPO
RSS